Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Escola Berço de Belém, 31 de outubro de 2014

O Fundador

Em 1953 as Irmãs da Congregação do Preciosíssimo Sangue uniram-se a esse sonho e dão continuidade até hoje a ele agregando o carisma preciosino

Em 01 de julho de 1950 a iniciativa de um Frade Jesuíta, na cidade de Belém, mobilizou políticos, entidades, associações e o povo de modo geral, para a construção desta, que foi a maior obra de assistência social da época. O nome deste bem-feitor era Pe. José Torres S. J. e a sua obra: o Berço de Belém. Desde a distribuição de enxovais às mães necessitadas até a criação da creche e a inauguração da Escola foram muitos anos de dedicação, amor e fé. Nesse meio tempo já passaram pela educação e pelo amor preciosinos mais de 30.000 mil alunos que hoje são médicos, advogados, engenheiros, professores, dentistas, pedagogos, psicólogos, etc. É com alegria que vemos o sonho do Pe. Torres concretizado desta forma.


Em 1953 as Irmãs da Congregação do Preciosíssimo Sangue uniram-se a esse sonho e dão continuidade até hoje a ele agregando o carisma preciosino – honrar o sangue de cristo – que completa 130 anos de doação e serviço, trazendo consigo a propagação do Sangue de Cristo a virtude da alegria e o testemunho da ressurreição junto às crianças da Creche, da Escola e junto às famílias como um todo.


Hoje, a missão das preciosinas influencia de forma positiva a própria missão da Escola Berço de Belém. Seus educadores e educandos são tidos educadores e educandos preciosinos e como tais, têm em si a virtude da convivência em comunidade e fraternidade, são cidadãos conscientes, solidários e participativos, críticos e criativos.

 
   
Produtora de Sites